Instituto De Tecnologia De Massachusetts: Aqui Se Fabrica O Futuro

Quer dizer: o computador não precisa comparar os mais de 5 bilhões de rostos do mundo, mas apenas fazer combinações dos 100 (ou vinte) traços para realizar a tarefa. Se alguém tiver um dos traços, terá todos os outros de uma eigenface. Assim fica mais fácil identificá-lo. Segundo Pentland, o índice de acerto é de 98%. Seu grupo também trabalha num sistema que reconhece seis expressões: surpresa, felicidade, tristeza, raiva, repulsa e medo. O computador faz isso lendo os “mapas de energia e movimento” dos rostos: se a pessoa sorri, apresenta maior quantidade de energia e movimento na sua boca, se sente raiva, franze as sobrancelhas. É o quanto basta para classificá-lo num grupo específico. O Exército americano já está testando o sistema para identificar funcionários e evitar intrusos em instalações militares. Para isso, Pentland usa uma técnica de “desconstrução” matemática de rostos no que ele chama eigenface (união de eigen – individual, em alemão – mais face – rosto, em inglês), um conjunto de características faciais que ocorrem seqüencialmente. Sempre. O computador vê um aspecto do rosto de cada vez.

Pumpkin Lid And Guts On A Black BackgroundEntão, a primeira impressão foi um pouco “contaminada” por essa comparação que veio meio-sem-querer. Só que, de maneira, geral, nos agradaram! O resultado foi uma percepção totalmente diferente. Em Palco, de Gilberto Gil, o equilíbrio de graves foi bem legal, até porque a música tem frequências muito bem comportadas e divididas. O que fizemos? Passamos 2 dias sem ouvir nada em fone nenhum, para “resetar” a memória auditiva e focarmos única e exclusivamente no Bluedio. Em rock, pop e estilos com mais graves, a gente até estalou os dedinhos e cantou junto enquanto curtia Don’t Go Breaking My Heart, do Elton John, com o T6S. Nota: esta que vos escreve é fã do cantor-pianista, então qualquer música dele que soe chocha ou enlatada, vai incomodar e entrar como ponto negativo. Na gama de graves, tivemos um monte de impressões que caminharam para uma só: são graves presentes, mas não são graves supernítidos ou com resposta rápida. Vamos, agora, falar sobre as frequências. Surpreendentemente, foi bem legal escutar o hit no modelo da Bluedio.

Esse retorno deve ser tanto em forma de lucros como em forma de maior controle organizacional. Além disso, proporcionar uma maior satisfação entre os funcionários. Entre eles estão o 5S, o Six Sigma, FMEA, MTBF e o MTTR. Já o Six Sigma (ou Seis Sigma) tem como objetivo conhecer o número de defeitos que surgem ou possam vir a surgir no processo de produção. A maior consequência do uso deste indicador de manutenção vem com uma redução de riscos de acidente. Velho conhecido, o 5S é um método japonês. Com isso, há uma consequente melhora na qualidade de produção e redução de despesas. Os “s” do seu título dizem respeito a sensos que devem ser postos em prática no cotidiano da empresa. Existem alguns indicadores que se sobressaem como os principais no meio. A seguir falaremos um pouco sobre eles. Senso de utilização, organização, limpeza, saúde e autodisciplina. A partir disso você poderá fazer uma análise de quais destes se encaixaria melhor com o cotidiano da sua fábrica.

Em termos estratégicos, o sistema de produção fica caracterizado por uma baixa flexibilidade de resposta às variações na demanda, tanto em termos do volume como do mix de produção. Se a demanda cair, a manutenção do volume de produção acarretará o acúmulo de estoques de produtos acabados. O Sistema, ao adotar uma determinada lógica de gestão da produção, no caso baseada na determinação do takt-time, acaba por gerar perdas. As dificuldades operacionais para variação do takt-time introduzem um componente inercial na fábrica. Os limites da flexibilidade do Sistema são assim expostos. Essa aparente contradição interna tem explicação na medida em que a realização de mudanças constantes no takt-time, com a decorrente redefinição das rotinas de operação, é complexa e pode gerar transtornos significativos, os quais viriam a causar uma série de outras perdas. Caso a demanda varie, a gerência da planta pode optar por manter constantes os níveis de produção por um determinado período, mesmo tendo condições de redistribuir o trabalho.

O artigo trata de modo aprofundado da prática taylorista de concepção das normas da prática dos outros ao identificar as diversas variáveis desta (o objeto, a referência, a temporalidade, o espaço, a serialização, a materialidade, os funcionários etc.). Conclui esboçando um cenário da história do século xx como circulação de práticas de um quadro de valorização a outro (a existência, a nominação, o cálculo, a eficácia, a política, o afetivo, a ética, a estética) e, desse modo, de uma região do mundo a outra a fim de seguir suas inscrições primordiais. Palavras-chave: Taylorismo; Leninismo; Psicanálise; Prática; História mundial; Circulações. This article examines the notion of practice over the course of the twentieth century. It shows that three systems of regulating practices – namely Taylorism, Leninism and psychoanalysis – launched their programs in 1900, each within its own specific domain but sharing the same organized relationship between scientific claims and action (of the workers in the first case, the masses in the second and the patient under analysis in the third, all under the direction of professionals).

If you loved this informative article and you wish to receive much more information regarding previsao do tempo No acre please visit our webpage.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Powered by WordPress | Theme Designed by: axis Bank bca Bank bni Bank bri Bank btn Bank cimbniaga Bank citibank Bank danamon Bank Indonesia Bank mandiri Bank ocbc bank Panin Bank syaria hmandiri dana google gopay indihome kaskus kominfo linkaja.id maybank ovo telkom telkomsel WA