Pesquisa Qualitativa: Do Que Estamos Falando?

Sumarizando, gostaria de reiterar que na gênese dos equívocos relativos ao emprego de qualidade/qualitativo, pesa o fato de figurarem na literatura inúmeras definições de qualidade, traduzindo a multidimensionalidade dessa categoria que acaba por se expressar como polissemia. Finalizando com o terceiro aspecto destacado neste primeiro desafio, cabe comentar as disputas qualitativo-quantitativo, já amplamente analisadas na literatura14-17. Passando ao segundo problema assinalado, atinente ao uso indiscriminado de termos, noções e conceitos, observam-se problemas quanto ao emprego intercambiável de método, técnica, análise, dentre outros, expressando falta de clareza no que tange ao nível a que cada um faz referência11,12. Exemplo disso é o fato de a natureza do estudo ser, muitas vezes, definida pela técnica empregada, sem o necessário fundamento epistemológico. À parte o fato de ser a codificação e o uso rigoroso de terminologias e conceitos critério indiscutível de qualidade em pesquisa, qualquer que seja o enfoque ou tradição, no âmbito da PQSC tal negligencia vem gerando consequências bastante nefastas. Mais que isso, importa assinalar a presença do que denominamos tensão semântica,multidimensionalidade intrínseca e multidimensionalidade extrínseca inerentes ao conceito1.

Êxodo rural, envelhecimento e masculinização no Brasil: panorama dos últimos 50 anos. Textos para Discussão, n.621. Analisar esses fenômenos foge ao escopo do presente trabalho. A menção que aqui fazemos serve apenas para mostrar a extensão dos desafios que enfrentamos na contemporaneidade e que objetivamente aproximam cenários mundiais aparentemente contrastantes. Ensaios FEE, Porto Alegre, v.26, n.1, p.661-694. 2005.) mostravam que não somente essas transformações demográficas são mais intensas nos estados meridionais do país, como também é marcante a tendência à desagrarização. Paralelamente, o que se constata é um incremento da população rural ocupada em atividades que pouco ou nada têm a ver com a agricultura. Que o “rural” não se pode reduzir ao “agrícola” ou que existe um rural “para além da produção” (Maluf, Carneiro, 2003MALUF, Renato Sérgio; CARNEIRO, Maria José. O futuro ameaçado: o mundo rural face os desafios da masculinização, envelhecimento e desagrarização. 1999. anunciavam a progressiva masculinização e o envelhecimento do espaço rural brasileiro, ao passo que outros estudos (Anjos, Caldas, 2005ANJOS, Flávio Sacco dos; CALDAS, Nádia Velleda.

É possível categorizar a arte indígena? Mestre em artes pela Universidade de Brasília (UnB), é também radialista (UFMT), curadora independente, professora universitária e empreendedora cultural na Oráculo Comunicação, Educação e Cultura. Esta conversa talvez seja com você, professor(a) de artes. E se esse outro não estivesse aqui agora? É membro da nação Terena. Doutora em educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), tem estágio pós-doutoral na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e na Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat). Em outras palavras, o “índio didático”, fabricado por gerações de livros didáticos adotados nas escolas brasileiras, era um evento discursivo que servia para explicar o surgimento e o desenvolvimento de um projeto maior – o Estado-nação: ora como um elemento agregador, ora como um entrave. Conseguiremos torná-la conteúdo “vivo” em sala de aula? Estaria no ensino da sua área uma das chaves para o entendimento da história indígena, a partir do enorme alcance que a produção artística de autoria dos indígenas tem alcançado nos últimos tempos? Para o professor Renilson, seria o momento de não forjar, diante dessa nova geração, ao longo da sua vida escolar, a ideia do índio como unidade étnica padrão, que não atenta para as diferenças e particularidades dos vários povos que habitam o Brasil.

Os conceitos e procedimentos químicos como a preparação da matéria-prima, a reação de transesterificação, a separação de fases, recuperação e desidratação do álcool, a destilação da glicerina e purificação do biodiesel podem ser discutidos e associados aos aspectos sociais e ambientais, como a potencial crise alimentar no mundo. Como se pode notar, os estudantes são convidados a participar ativamente na construção de seu saber – quer conceitual, procedimental ou atitudinal – que só ocorre em um ambiente em que o professor caminha, intencionalmente, a par das dificuldades e potenciais do estudante, situando-as no contexto sócio-histórico contemporâneo. Nesse caso, a síntese de biodiesel em laboratório ocorre de forma problematizada e crítica, por meio da qual se pode solicitar uma pesquisa bibliográfica atualizada sobre o assunto (leitura de artigos científicos, de jornais e revistas, de sites da internet); a proposição de roteiros para a obtenção do combustível; o questionamento sobre qual matéria-prima possibilitaria o maior rendimento reacional (grãos de soja, sementes de girassol, grãos de amendoim etc.); os cuidados relativos ao manejo dos reagentes, dentre outros.

If you have any kind of inquiries relating to where and ways to use Previsão De tempos, you can contact us at our web page.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Powered by WordPress | Theme Designed by: axis Bank bca Bank bni Bank bri Bank btn Bank cimbniaga Bank citibank Bank danamon Bank Indonesia Bank mandiri Bank ocbc bank Panin Bank syaria hmandiri dana google gopay indihome kaskus kominfo linkaja.id maybank ovo telkom telkomsel WA